Excursão a Auschwitz (campo de concentração e de extermínio de Auschwitz-Birkenau) é um dos passeios com mais demanda entre os brasileiros visitando a Polônia. Para uns, o passeio a Auschwitz é um dos elementos duma viagem maior pela Polônia. Para outros, visita em Auschwitz é o motivo principal pelo qual visitam a Polônia. Também não faltam pessoas que entrando em contato comigo para programar sua viagem sublinham que não querem visitar nenhum campo de concentração da Segunda Guerra Mundial.

Uma questão é certa: o nome ‘Auschwitz’ não deixa ninguém indiferente. A história do campo de concentração em si e sua divulgação nos fimes e livros tornaram o lugar muito famoso. De tal maneira, antigo campo de concentração consturído durante a Segunda Guerra Mundial pelos nazistas alemães virou uma das ‘atrações turísticas’ principais na Polônia.

Abaixo respondo às perguntas mais frequentes que recebo dos turistas brasileiros sobre excursões para Auschwitz.


FAQ – 12 perguntas mais frequentes sobre o passeio a Auschwitz

O que é Auschwitz?

Auschwitz é um dos núcleos do campo de concentração e de extermínio da II Guerra Mundial, chamado Auschwitz-Birkenau. Construído em 1940 pelos nazistas alemães no território que antes da agressão alemã à Polônia de 1939, pertencia à Polônia.


Birkenau - entrada ao campo de concentração, trilho de trem

Porque Auschwitz é o mais ‘famoso’ de todos os campos de concentração?

O campo de Auschwitz é o mais conhecido:
– por ser o maior dos campos construídos pelo Terceiro Reich durante a Segunda Guerra Mundial
– por causar mais vítimas de todos os campos – em torno de 1,3 milhão de pessoas
– porque falam do campo muitos filmes e livros, também os premiados com Óscar (p.ex. A lista do Schindler)

Onde fica Auschwitz?

O campo de Auschwitz Birkenau fica no sul da Polônia, 1h de viagem de Cracóvia e 3h de viagem de Varsóvia.


onde fica Auschwitz

Se Auschwitz foi construído pelos alemães, porque hoje ele fica na Polônia?

O território onde em 1940 os nazistas alemães construíram o campo de Auschwitz, antes da Segunda Guerra Mundial pertencia à Polônia. Porém, em 1939 a Polônia foi invadida e ocupada pela Alemanha, perdeu sua independência. O campo foi construído no território antigamente polonês, que em consequência da invasão alemã foi inclorporado no Terceiro Reich. Depois da Segunda Guerra Mundial esse território voltou a pertencer à Polônia

Como funcionam as visitas em Auschwitz?

Pode visitar o campo de Auschwitz-Birkenau de três maneiras:

– com passeio privado – neste caso você contrata uma visita privada em Auschwitz, só para você ou seu grupo. É o formato que possibilita visita em Auschwitz em português. Porém, como em Auschwitz até agora não havia guias falando português, você precisa vir com o seu próprio guia acompanhante. No tal caso você ou seu grupo entram em Auschwitz acompanhados pelo guia-funcionário do museu de Auschwitz, cuja presença é obrigatória nas visitas guiadas, mais pelo seu guia acompanhante em português (p.ex. eu), quem conduz a visita. Reserve sua visita privada em Auschwitz em português (transporte incluído).

– com tour regular do campo, numa das línguas disponíveis. Como não há tours regulares em português, os brasileiros escolhem normalmente os tours em espanhol ou em inglês. Conhecendo o campo dessa maneira você junta um grupo de até 30 pessoas num horário pre-definido. Reserve seu tour em Auschwitz em espanhol (transporte incluído).

– sem guia, só por conta própria – para fazer isso, devem entrar bem cedo (até às 9:00, más os horários exatos dependem da época do ano) ou entrar à tarde (depois das 16:00 – também depende da época do ano). Saiba mais.

Pode visitar Auschwitz com guia em português?

Sim. Para poder fazer isso, você precisa contratar visita privada em Auschwitz e contratar seu guia acompanhante em português à parte.

Quanto tempo dura visita em Auschwitz?

A visita em Auschwitz dura em torno de 3 horas, abrange os dois núcleos existentes do complexo – Auschwitz e Birkenau

Como chegar em Auschwitz?

A melhor forma de chegar em Auschwitz é:
– com transporte privado (van, ônibus)
– com seu próprio carro

Em qual cidade melhor se alojar para conhecer Auschwitz?

Pode se alojar em Cracóvia ou em Varsóvia. Organizo passeios das duas cidades. De Cracóvia será mais perto (1h de viagem), de Varsóvia mais longe (3h de viagem). Uma boa opção que muitos brasileiros praticam é hospedar-se nas duas cidades e conhecer o Auschwitz no caminho entre Varsóvia e Cracóvia, aproveitando ao máximo o dia de viagem.

É permitido tirar fotos em Auschwitz?

Sim, é perimido tirar fotos em Auschwitz. Só em algumas salas é príbido. Há placas que informam onde não pode tirar as fotos e o guia durante a visita também vai avisar disso.


Excursão a Auschwitz

É preciso fazer a reserva da visita em Auschwitz com antecedência?

Sim, recomendo reservar a visita pelo menos com dois meses de antecedência. Na temporada alta (entre abril e outubro), os ingressos aos tours regulares em espanhol esgotam com muita rapidez. Também é difícil reservar visita privada. Não é raro que os turistas que deixaram a reserva do passeio à última hora só podem entrar com o tour cuja língua não entendem ou nem conseguem entrar.

Quanto custa excursão a Auschwitz?

Depende das suas preferências e do número de pessoas:

> excursão a Auschwitz organizada de A a Z, com guia, transporte, entradas – me mande uma mensagem para saber em detalhe

> vai organizar o passeio por conta própria – entre a página oficial do museu de Auschwitz

Planeja excursão a Auschwitz? Entre em contato para receber informações detalhadas.

Tem pergunta que não respondi no artigo? Fique à vontade de perguntar nos comentários embaixo.

OU


Varsóvia em Português

Sou Greg, guia profissional, especializado em acompanhar os brasileiros e portugueses pela Polônia. Dou auxílio e dicas desde o etapa de você programar sua viagem. Atendo na Polônia desde sua chegada no aeroporto. Além de acompanhamento, ofereço transporte, reservas de ingressos aos museus, shows, teatros, restaurantes. Acompanho nos passeios em Varsóvia (que é a minha cidade) e na Polônia inteira.

0 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *